Empreender na crise: agora é a hora?

Sem comentários 288 Visualizações0


Empreender na crise

Apesar da crise econômica que o país vem enfrentando, os desafios e vantagens para o novo empreendedor durante esses períodos são muitos, e os resultados, apesar de não virem com tanta velocidade, podem ser animadores! E você, já pensou em empreender na crise e abrir o próprio negócio?

Muita gente fica com o pé atrás por conta do momento econômico, mas, na verdade, empreender na crise pode ser uma vantagem para você. O mercado com menos concorrência e sua empresa ainda no início são ótimas oportunidades para testar ideias novas e diferenciadas. Estas que, no futuro podem render bastante, já que os economistas fazem previsões que, em até dois anos – o mesmo intervalo de tempo que leva uma empresa a se estabilizar no mercado – a crise terá passado.

Outro desafio, que pode se tornar uma vantagem para o seu negócio se você decidir empreender na crise, é aprender a driblar momentos de vendas baixas. Muitas empresas estão sólidas no mercado, mas nunca passaram por uma crise, e na primeira dificuldade econômica acabam quebrando. Fique atento, pois isso não é regra, e pode ser diferente com a sua empresa!

Agora, se seu desafio é encontrar o tipo de negócio ideal para investir e empreender na crise, no post de hoje, listamos alguns segmentos que, apesar do momento econômico não tão favorável, estão sempre em alta no mercado. Confira:

Alimentos

A crise vem, e a fome também. A comida não é o tipo de produto supérfluo que é cortado da lista de gastos do mês logo no início da crise; e apesar de haver uma escolha mais seletiva, o consumidor está sempre atrás de novidades e opções diferentes, principalmente se forem baratas.

Durante a crise, as pessoas costumam deixar de ir a restaurantes e passam a comer mais frequentemente em casa. Um delivery de comida caseira ou até mesmo a venda de refeições congeladas no mercado local podem ser ótimas estratégias para empreender na crise.

Consertos e reparos

Nada de comprar novo, a ideia é conservar o que já se tem! Os negócios de reparos, sejam eles de roupas, móveis, celulares, costumam ganhar força durante a crise, pois ninguém quer gastar com produtos novos (que normalmente custam bem mais caro do que os consertos).

Fazendo uma boa divulgação no local onde se atua e oferecendo um atendimento rápido, empreender na crise com este tipo de negócio pode gerar resultados consideráveis em pouco tempo.

Franquias

Elas têm nome no mercado, planejamentos prontos e um público fiel, e, para o futuro empreendedor que ainda tem um pé atrás na hora de abrir um negócio, elas podem ser a saída.

Apesar de ser necessário um grande gasto inicial, as franquias trazem mais segurança para quem empreender na crise por ser um modelo de negócio que já está atuante no mercado. Sendo assim, ao escolher por abrir uma franquia, é só adequar o que for preciso e começar a conquistar os clientes.

Quer mais dicas de negócio e empreendedorismo? Aqui listamos 5 ideias de negócio para tocar depois do expediente!

Ebook Gratuito: Quero Empreender e Agora?

Posts Relacionados

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This