Como trabalhar menos e produzir mais, utilizando seus 4 níveis de energia!

Sem comentários 78 Visualizações0


Trabalhe menos e produza mais!

A vida moderna tem demandado cada vez mais de nós o trabalho árduo, incessante e extenuante para alcançar nossas metas e objetivos pessoais. Mesmo trabalhando 10, 12, 14, 16 horas por dia, você sempre tem a impressão que o seu tempo está curto?

Você fica sempre se perguntando: “O que há de errado comigo? Vejo muitas pessoas conseguindo fazer tudo que eu faço e ainda viajar, passear com a família, ir ao futebol, ao cinema, escrever artigos, ter rede social intensa e ativa e viver sorrindo? Como isso é possível?”

Antes de responder a essas indagações – e irei esclarecê-las ao longo do texto – vou começar afirmando uma coisa básica e óbvia, mas que não nos damos conta: nosso corpo é uma fábrica de energia. Tudo aquilo que ingerimos através dos alimentos ou também absorvemos da luz solar se transforma em energia pronta para uso. Simples não?

As perguntas que vêm agora é que não são tão simples: E o que fazemos com essa energia? Estamos utilizando nossa energia de forma inteligente?

Se você é daqueles que administra mal a sua energia disponível, trabalha horas a fio sem descanso, que vive sob pressão, que exige do corpo (reserva finita de energia) mais do que deveria, que sente culpa por não ter tempo para si próprio, que tem sucesso mas não tem saúde, que se dedica à empresa mas deixa a família de lado, que tem dinheiro mas não tem um propósito de vida… Vamos repensar, parece que você está se vendo agora em parte desse ciclo de desperdício de energia, não é?

 

Produza mais e melhor

A verdade é que nosso “reservatório de energia” precisa ser utilizado de forma inteligente para que possamos desenvolver com plenitude e máximo potencial tudo aquilo que nos propusermos. Esse reservatório precisa “alimentar” 4 compartimentos em nosso corpo para manter nosso equilíbrio e nos reenergizar a cada tarefa realizada, produzindo mais e melhor.  É como um carro, podemos usar a velocidade máxima na reta (projeto importante com prazo determinado); andar em velocidade de “cruzeiro” por algum tempo (não impor sacrifícios extras toda hora); dar uma parada estratégica para “esfriar o motor” (tirar férias); fazer revisões periódicas (check-up anual); manter limpo e passar cera para brilhar (saúde e bem estar).

Faz sentido o que estou falando? O que estou falando é que precisamos equilibrar as 4 energias essenciais para que o corpo não sofra as consequências do uso de apenas uma ou duas delas. São elas:

  • Energia Física
  • Energia Emocional
  • Energia Mental
  • Energia Espiritual

Dependemos do equilíbrio dessas 4 forças motoras para o desempenho de nossas missões pessoais e profissionais. Vamos ver como podemos alcançar isso?

 

Energia Física

Durma bem

  • Melhore seu sono: deite-se mais cedo e reduza a ingestão de álcool.
  • Reduza o estresse: pratique atividade cardiovascular pelo menos três vezes por semana e treinamento muscular pelo menos uma vez por semana.
  • Alimente-se bem: faça refeições pequenas e coma lanches leves a cada três horas.
  • Reenergize-se: aprenda a perceber sinais de debilitação da energia, como agitação, bocejos, fome e dificuldade de concentração.
  • Dê uma pausa: faça pausas breves, mas regulares, longe de sua mesa, em intervalos de 9o a 120 minutos, durante todo o horário de trabalho.

 

Energia Emocional

  • Neutralize emoções negativas: neutralize irritação, impaciência, ansiedade, insegurança, fazendo respiração abdominal profunda.
  • Estimule emoções positivas, em você e nos outros: demonstre com regularidade apreço pelos colegas por meio de redes sociais, e-mails, conversas ou telefonemas.
  • Observe situações perturbadoras com novas lentes: adote uma “lente reversa” para perguntar “O que a outra pessoa que faz parte desse conflito diria, e como ela poderia estar com a razão?”. Use uma grande-angular para perguntar “Como é que verei esta situação daqui a seis meses?”. E use uma teleobjetiva para perguntar “Como posso crescer e aprender com esta situação?”.

 

Energia Mental

Planeje-se

 

  • Evite interrupções: quando estiver cumprindo alguma tarefa que exige concentração, fique longe das redes sociais, telefone e dos e-mails para reduzir as interrupções.
  • Organize-se: responda suas mensagens em horários predefinidos.
  • Planeje-se: antes de encerrar seu dia de trabalho, identifique quais serão os desafios mais importantes do dia seguinte. Escolha no máximo dois e transforme-os em prioridades para quando chegar ao trabalho na manhã seguinte.

 

 

Energia Espiritual

Ouça música

  • Identifique suas atividades prediletas: aquelas que lhe passam a sensação de eficiência, absorção sem esforço e satisfação. Encontre meios de fazer mais delas. Se agendar reuniões te incomodam, passe a tarefa para quem gosta dessa atividade.
  • Reserve tempo e energia para aquilo que considera mais importante: por exemplo, quando sair do trabalho evite utilizar o celular “para continuar o trabalho”. Ouça uma boa música e relaxe, para que possa se conectar com a família quando chegar.
  • Viva com seus valores fundamentais: aprenda a agradecer cada conquista, comemore com família e amigos. A caminhada é longa e as pausas para descanso são curtas, então reenergize seu corpo com sentimentos positivos para a retomada da jornada.

 

Dicas para que as empresas produzam mais

Para apoiar rituais de renovação de energia em sua empresa:

Alimente-se bem

  • Crie ambientes descontraídos, coloridos e informais, aonde as pessoas possam ir para relaxar e se reabastecer.
  • Crie eventos internos em datas importantes para que os colaboradores possam dançar, fazer teatro, pintar, se exercitar e se divertir.
  • Faça um projeto de reeducação alimentar para os colaboradores, com profissionais de mercado, criando desafios e premiando as metas alcançadas.
  • Tenha um espaço para o silêncio e meditação, onde as pessoas possam praticar o controle da respiração nos intervalos de descanso.
  • Incentive reuniões apenas para comemorar resultados e metas alcançadas e menções de agradecimento e elogios espontâneos.
  • Incentive que a empresa possa desenvolver trabalhos voluntários com a participação direta de seus colaboradores.

 

Em minhas empresas – a Lei Básica, a Missbella e a Wattz, todas do ramo de confecções -, sempre estimulei e implementei várias dessas ações sugeridas acima. E pasmem! Os dias seguintes a essas ações sempre são cheios de energia, felicidade, insights e melhora substancial de produtividade.

Utilizando essas e muitas outras ações, poderemos trabalhar menos, produzir mais e sermos mais eficientes, felizes e assertivos!

Vamos começar?

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This